O QUE É?
Gengivite é uma inflamação nas gengivas causada por uma limpeza bucal inadequada, causando vermelhidão, sangramento e mau hálito. Se não for tratada, pode evoluir para uma periodontite, que é uma inflamação que danifica as estruturas que sustenta o dente, além disso, pode comprometer a saúde bucal.
 
A gengivite surge, como dissemos mais a cima, com uma má limpeza bucal, sendo uma atração para bactérias que vem através de restos de comida. As bactérias então começam a se alimentar desses restos de alimento, multiplicam-se e se fixam na boca. Quando chegam a uma grande quantidade, começam a atacar a gengiva e trazendo a inflamação.
 
Nosso próprio sistema imunológico intensifica o processo inflamatório na tentativa de matar os micro-organismos nocivos, surgindo então os sintomas, que são: Aparecimento de placa bacteriana (tártaro); Inchaço e vermelhidão na gengiva; Feridas pequenas e pus na boca; Sangramento ao escovar; Retração gengival; Mau hálito.
 
Além da má higiene bucal, alterações hormonais e doenças que abalam a imunidade também são causas da aparição da gengivite.
E um dado preocupante: oito em cada dez brasileiros sofrem com gengivite ou periodontite.
 
Fatores de risco
• Tabagismo
• Excesso de peso
• Gravidez
• Diabetes
• Medicamentos contraceptivos
• Alterações hormonais
• Déficits no sistema imunológico
• Menopausa
• Limpeza incorreta dos dentes
• Deficiência de vitaminas
• Consumo excessivo de bebidas alcóolicas
 
A prevenção é mais simples do que parece, além de ter cuidado com sua saúde, também é um fator essencial valorizar a saúde bucal. Usar Fio dental e escovar os dentes no final de cada refeição, manter a escova sempre seca e limpa e trocá-la a cada três meses.
 
Visitas regulares ao dentista também ajudam. No consultório, esse especialista faz uma limpeza meticulosa para expulsar a placa bacteriana, além de conseguir flagrar a doença logo no começo.
 
Alimentos ricos em ômega-3, como peixes, nozes e linhaça, diminuem as substâncias inflamatórias ligadas ao transtorno. Mas de nada adianta comê-los se depois você não lavar a boca.
 
Diagnóstico
 
O dentista constata a gengivite simplesmente olhando para a boca do indivíduo. Contudo, caso a origem da doença não esteja clara, ele pede exames complementares. Da parte do paciente, o ideal é ficar mesmo atento aos sintomas que mencionamos antes.
 
Tratamento
 
Algumas vezes, é preciso tomar remédios para frear a ação das bactérias. Se a gengivite não for muito grave, o especialista remove o tártaro dos dentes e, acima de tudo, orienta mudanças no estilo de vida.
Sim, será necessário escovar bem os dentes e até tomar cuidado com alimentos açucarados, especialmente atraentes às bactérias. Fazendo tudo direitinho, é possível reverter o quadro.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *